4º e no 5º ano do Ensino Fundamental 

Descubra como a educação socioemocional pode ser incentivada no 4º e no 5º ano do Ensino Fundamental

11 de março de 2022

Conheça uma proposta curricular que incentiva a inteligência emocional e as habilidades socioemocionais no 4º e no 5º ano do Ensino Fundamental 

***

Embora o formato atual da educação brasileira organize as crianças de 6 a 15 anos de idade em dois grandes ciclos de Ensino Fundamental, há muitas nuances dentro dessas etapas e que variam a cada ano letivo, especialmente quando falamos sobre o desenvolvimento socioemocional.

Quando se trata de estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental, mais especificamente do 4º e do 5º ano, há uma grande necessidade de levar em consideração as mudanças comportamentais que acontecem na faixa etária da pré-adolescência. “Os alunos dessa etapa já não se identificam com o lugar de criança pequena, mas ainda não são adolescentes”, explica a psicóloga e coordenadora pedagógica do programa LIV, Juliana Hampshire.

Pensando nisso, é de suma importância que as escolas, bem como as famílias, propiciem um repertório ampliado de possibilidades para que essas crianças possam agir no mundo, se relacionar com seus pares e desenvolver ainda mais a inteligência emocional com autoconhecimento, a autorregulação e a empatia.

Nessa fase, também ganham especial destaque habilidades socioemocionais como comunicação, criatividade e colaboração, que irão ajudar as crianças a terem um repertório ampliado de possibilidade de atuar nos seus ambientes de convívio e se relacionar entre elas.

Segundo Hampshire, dentro de um conjunto amplo de habilidades, essas três se destacam especialmente por ajudar na preparação dos alunos para as futuras etapas da vida escolar, quando passarão a lidar com mais professores, novos componentes curriculares e diferentes maneiras de se relacionar.

4º e no 5º ano do Ensino Fundamental: estudantes em fase de transição

No programa LIV, que atua com escolas de todo o Brasil, essas habilidades são incentivadas com materiais adequados à faixa etária e que apresentam uma transição entre a proposta do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, que trabalha os pilares da inteligência emocional, e o Ensino Fundamental – Anos Finais, no qual enfatizamos as habilidades socioemocionais. 

Apostando no engajamento e no protagonismo dos alunos de 4º e 5º ano, as aulas de LIV são divididas em dois grandes momentos: os projetos e os jogos colaborativos. Esses conteúdos foram criados levando em consideração o amadurecimento dos estudantes, que já esperam um material que não seja infantilizado, mas que ainda respeite seu interesse pelo universo lúdico.

A transição gradativa é feita através do projeto “O mundo em mim”, para o primeiro semestre do 4° ano e do projeto “Crianças agindo no mundo”, para o primeiro semestre do 5° ano. As aulas de projeto partem de temas relacionados ao cotidiano dos estudantes, como papéis sociais e direitos das crianças, além de dialogar sobre sentimentos, costumes e comportamentos presentes nas suas vivências e em diversas culturas.

Já no segundo semestre letivo, os alunos são convidados a aprofundar suas habilidades através de jogos colaborativos, que fogem do conceito de competitividade e oferece às turmas uma proposta de criação conjunta. Para o 4° ano, os alunos recebem o jogo “Expedição GAIA”, uma aventura intergaláctica ao mundo de GAIA, um planeta a muitos anos-luz de distância da Terra. Já no 5° ano utilizam o jogo “L.I.G.A.”, também criado para falar sobre essas temáticas de forma lúdica. Confira o infográfico abaixo que explica como esse processo de gamificação com o LIV contribui no desenvolvimento socioemocional!

Para dar vida a essa proposta, a equipe pedagógica do LIV atuou em parceria com os designers e ilustradores Diego Machuca e Lucas Fowl e com o desenvolvedor de jogos educacionais Cleyson Melegari, buscando uma aproximação com linguagens próximas dos alunos. As famílias também recebem um material de apoio para continuar a desenvolver a inteligência emocional e as habilidades socioemocionais em casa.

“Nos 4º e 5º ano do Ensino Fundamental, ampliamos as oportunidades que as crianças têm para agir no mundo. Se entendemos que elas devem ser ouvidas e acolhidas, nós precisamos oferecer recursos para isso. Por isso, no LIV também oferecemos exemplos de histórias de crianças que mudaram o mundo de alguma maneira, tirando a ideia de que só os adultos podem fazer algo em prol da sociedade”, conclui Juliana Hampshire.

***

Quer saber mais sobre a proposta de educação socioemocional do programa LIV para as diferentes etapas de ensino? Conheça o O Jeito LIV de desenvolver o socioemocional nas escolas!

Siga o LIV nas redes sociais e receba conteúdos exclusivos!

***

O LIV – Laboratório Inteligência de Vida é o programa de educação socioemocional presente em escolas de todo o Brasil, criando espaços de fala e escuta para ampliar a compreensão de si, do outro e do mundo.

Assine nossa news

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *