Palestra gratuita: Bernardinho fala sobre como lidar com frustrações

24 de outubro de 2018

Como lidar com frustrações? Essa pergunta não tem uma única solução exata, e todos nós, em algum momento, nos perguntamos e buscamos diferentes respostas para superar momentos de dificuldade ou situações em que nossas expectativas não se cumprem. Contudo, uma coisa é certa: escutar relatos sobre como outras pessoas superaram esses momentos pode ser uma maneira de se inspirar e encontrar caminhos para lidar com os próprios problemas.

Durante o Congresso Socioemocional LIV 2018, o ex-treinador de vôlei, economista e empresário Bernardinho levou essa inspiração à plateia quando, em apresentação surpresa, subiu ao palco para falar sobre sua jornada de superação e sobre como ele lidou com frustrações ao longo de sua vida. Bernardinho é atualmente um dos mais requisitados palestrantes do país e costuma ser chamado para falar exatamente sobre esses temas. E você poderá conferir essa palestra exclusiva no final deste post!

Os esportes e a inteligência socioemocional

Em sua fala, Bernardo Rocha de Rezende (o Bernardinho) conversou com a plateia sobre algumas das práticas que considera fundamentais para o desenvolvimento e o sucesso comportamental de um indivíduo no que tange ao esporte e à inteligência socioemocional. Tendo em vista seu conhecimento prévio e sua experiência com a educação e o treinamento de atletas, ele listou algumas  técnicas valorizadas pelo esporte e que contribuem  para o entendimento de sobre como lidar com frustrações.

Nesse sentido, segundo o atleta os ensinamentos da área esportiva podem ser bem aplicados em outras situações, principalmente no contexto educacional. Para ele, o esporte serve como referência para auxiliar na compreensão de vários momentos cotidianos.

Dentre as diversas formas de construir um ambiente propício para o desenvolvimento integral, Bernardinho destaca, por exemplo, a preparação e a motivação. Essas estão ligadas diretamente ao esforço constante para alcançar os resultados esperados e ao modo como nós nos impulsionamos para chegar a esses resultados. Para essa motivação ser nutrida, Bernardinho defende que existem duas bases fundamentais: “necessidade” e a “paixão”.

Bernardinho destacou também a importância de levar esse tema para as escolas e afirmou que sua carreira “teria sido mais tranquila caso programas como o LIV” existissem em sua época de estudante. Em sua opinião, os jovens estariam muito mais bem preparados se o esporte e inteligência socioemocional tivessem se encontrado a mais tempo, pois teriam mais espaço para trabalhar seus sentimentos e sua autoconfiança.

Você pode assistir agora a essa apresentação completa e entender melhor como Bernardinho usou os esportes e a inteligência socioemocional em sua vida e como esses dois pontos podem contribuir com o desenvolvimento de todas as pessoas, principalmente ajudando crianças e adolescentes a lidar com frustrações durante sua formação como cidadãos. Clique no vídeo abaixo para assistir.

Assine nossa news

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *