Do outro lado da tela: falando de habilidades socioemocionais a distância

12 de maio de 2020

No Laboratório Inteligência de Vida (LIV), sempre falamos sobre a importância de criar nas escolas um ambiente seguro de relacionamento e desenvolvimento de habilidades socioemocionais, promovendo a saúde mental e ajudando estudantes, educadores e famílias a repensarem suas conexões. Contudo, com as aulas suspensas e um contexto educacional no qual a distância é o primeiro desafio, como falar sobre esses temas?

Tão logo a crise se anunciou e as aulas foram adiadas, com redes de ensino decretando período de afastamento ou férias, a equipe do LIV passou a se reunir virtualmente para refletir sobre como contribuir com o cenário. “Nesse momento, a gente se preocupou muito em ser um lugar de referência no qual as pessoas pudessem falar sobre saúde mental. Mesmo distante, a gente não queria perder esse ponto de referência”, conta Fernanda Lemos, gerente executiva do LIV.

Assim, passamos a trabalhar para levar um movimento sobre saúde mental para todos os tipos de público, incluindo crianças, adolescentes, famílias e educadores, oferecendo conteúdos feitos com um olhar atento para as necessidades de cada grupo. 

Novas ações para novos contextos

Uma das primeiras ações lançadas foi o #LIVAproxima, um movimento amplo utilizando o Instagram e visando atingir mais pessoas de forma gratuita. “No canal gente traz lives e vídeos para atender com qualidade cada grupo. Tem conteúdos voltados para crianças, para adolescentes, para os pais e, claro, para professores. O retorno tem sido constante e rápido porque as pessoas conseguem se sentir mais próximas da gente”, explica Fernanda. 

Desde março, já foram mais de trinta vídeos e conversas ao vivo com convidados que incluem estudantes, educadores, mães, pais, psicanalistas, psicólogos, músicos e outros artistas. O objetivo principal da ação é manter o isolamento físico sem comprometer o contato social, usando as redes sociais para falar sobre saúde mental, cuidados de si e dos outros, e recomendações de atividades para as famílias, dentre outros assuntos.

Dentre os convidados, estiveram presentes Alexandre Coimbra, psicólogo e terapeuta da família; Cláudia Costin, professora da Fundação Getúlio Vargas; Elisama Santos, psicanalista e escritora; Daniel Becker, pediatra;  dentre outros convidados. 

Para conferir as gravações, acesse nosso IGTV, dentro no Instagram do LIV. Todos os dias divulgamos um novo conteúdo, que é anunciado no início de cada semana em nossas redes sociais e por e-mail. Se quiser receber um alerta da programação semanal, clique aqui e cadastre-se.

LIV em Casa: dialogando com novas realidades

Para as instituições de ensino parceiras que já entendem o programa LIV como um espaço de referência para a comunidade escolar, foi lançado o programa LIV em Casa, com videoaulas inéditas feitas pela equipe pedagógica em parceria com as escolas para que os estudantes possam pensar no socioemocional dentro desse contexto.

“Com isso, a gente espera que eles consigam seguir olhando para a inteligência emocional dentro de casa, fazendo com que as famílias também possam participar com eles de toda essa reflexão, e que isso seja levado a sério, com a importância que a gente sempre acreditou que deveria ter. Nossa inteligência emocional e saúde mental são realmente necessárias agora. O LIV em Casa consegue trazer e agregar muito”, destaca Fernanda.

A educadora Naile Costa Amate, do Colégio Bom Pastor, em Recife (PE), afirma que o material fornecido pelo LIV tem sido de grande auxílio. Professora dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, ela retornou da licença maternidade nas primeiras semanas de isolamento social e buscou se atualizar junto a colegas e à equipe do LIV para conseguir atender à demanda completamente nova. “Eu fui estudando o material e participando das lives ao vivo. Junto com a troca de experiências com meus colegas, isso que me deu um pouco mais de tranquilidade para seguir com as atividades online”, conta.

Assim como os professores das demais escolas parceiras do programa, semanalmente ela recebe conteúdos exclusivos em texto e vídeo, que são somados ao trabalho da escola e ofertados aos alunos durantes as aulas virtuais. Naile, por exemplo, cria também seus próprios vídeos e se reúne online com toda a turma, e afirma que este está sendo um momento de novos olhares para a educação.

“Acredito que na volta à realidade escolar nada vai ser como antes. A escola vai ter um olhar diferente. Principalmente na disciplina de LIV, pois ela mostra como é preciso ter um olhar diferenciado para colegas, professores, alunos, enfim, para a escola como todo. Tudo terá que ser repensado. É o momento de refletir para lidar com o que vem pela frente”, completa.

Assine nossa news

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *